O que é obesidade?

A obesidade é uma enfermidade caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, associada a problemas de saúde.  Além dos aspectos genéticos, a obesidade também está relacionada a fatores ambientais e comportamentais. Quase sempre é causada por um consumo de energia, na alimentação, superior àquela usada pelo organismo para sua manutenção e realização das atividades do dia a dia. Ou seja: a ingestão alimentar é maior que o gasto energético correspondente.

Doenças associadas

O excesso de gordura corporal não provoca sinais e sintomas diretos, salvo quando atinge valores extremos.

Pacientes obesos apresentam:

  • Limitações de movimento;
  • Tendem a ser contaminados com infecções de pele em suas dobras de gordura, com diversas complicações, podendo ser algumas vezes graves;
  • Sobrecarregam sua coluna e membros inferiores, apresentando a longo prazo degenerações (artroses) de articulações da coluna, quadril, joelhos e tornozelos, além de doença varicosa superficial e profunda (varizes) com úlceras de repetição e erisipela.

A obesidade é fator de risco para uma série de doenças ou distúrbios que podem ser:

DoençasDistúrbios
 · Hipertensão arterial · Distúrbios lipídicos
 · Doenças cardiovasculares · Hipercolesterolemia
 · Doenças cérebro-vasculares · Diminuição de HDL (“colesterol bom”)
 · Diabetes Mellitus tipo II · Aumento da insulina
 · Câncer · Intolerância à glicose
 · Osteoartrite · Distúrbios menstruais/Infertilidade
 · Coledocolitíase · Apnéia do sono

Diagnóstico

A forma mais amplamente recomendada para avaliação do peso corporal em adultos é o IMC (índice de massa corporal), recomendado inclusive pela Organização Mundial da Saúde. Esse índice é calculado dividindo-se o peso do paciente em kilogramas (Kg) pela sua altura em metros elevada ao quadrado (quadrado de sua altura).

IMC (kg/m2)Grau de RiscoTipo de obesidade
18 a 24,9AusentePeso saudável
25 a 29,9ModeradoSobrepeso (Pré-Obesidade )
30 a 34,9AltoObesidade Grau I
35 a 39,9Muito AltoObesidade Grau II
40 ou maisExtremoObesidade Grau III (“Mórbida”)

Tratamento

O tratamento da obesidade envolve necessariamente a reeducação alimentar, o aumento da atividade física, tratamento comportamental (psicólogo/psiquiatra) e eventualmente, o uso de algumas medicações auxiliares. Em casos extremos, recomenda-se o tratamento cirúrgico da obesidade- Cirurgia Bariátrica.

Como a obesidade é provocada por uma ingestão de energia que supera o gasto do organismo, a forma mais simples de tratamento é a adoção de um estilo de vida mais saudável. Essa mudança não só provoca redução de peso como facilita sua manutenção.

A utilização de medicamentos contribui de forma modesta e temporária para a redução de peso e nunca devem ser usados como única forma de tratamento. Boa parte das substâncias usadas atuam no cérebro e podem provocar reações adversas graves, como: nervosismo, insônia, aumento da pressão sanguínea, batimentos cardíacos acelerados, boca seca, intestino preso. Um dos riscos mais preocupantes é o de se tornar dependente do medicamento, por isso, o tratamento deve ser acompanhado com rigor e restrito a alguns tipos de pacientes.

Agende sua avaliação!

Estamos aqui para ajudar nessa jornada em busca do peso ideal. Vamos começar?! Entre em contato conosco e agende a sua avaliação!
Rolar para cima